O ecossistema de cultivo de pérolas: como o cultivo de pérolas ajuda o meio ambiente

As pérolas são orgânicas e a única jóia sustentável na terra. Mas que impacto o desenvolvimento e a crescente popularidade do cultivo de pérolas têm no meio ambiente? Se você estava preocupado com isso, não fique. Uma pesquisa financiada pela Tiffany & Co. Foundation mostrou que, se o cultivo de pérolas for bem administrado, não apenas terá um impacto muito baixo no meio ambiente, mas também poderá ajudar o meio ambiente a se manter saudável.

1. AS OSTRAS PRECISAM DE ÁGUA LIMPA PARA PRODUZIR PÉROLAS

Para produzir uma pérola de qualidade, a ostra deve estar feliz. E uma ostra só fica feliz em águas limpas e não poluídas, onde há muito oxigênio e minerais. Um exemplo é o trágico conto de como a represa Hoover historicamente matou ostras peroladas no México por causa da falta de água doce no oceano. Agora que os especialistas sabem disso, no entanto, eles garantem que os ambientes marinhos e de água doce tenham a melhor qualidade de água possível.

2. MEXILHÕES E OSTRAS PÉROLAS PODEM PURIFICAR A ÁGUA

Enquanto ostras e mexilhões precisam de um certo nível de limpeza em sua água para sobreviver, eles também podem contribuir para purificar a água e aumentar a qualidade da água. Cada mexilhão pérola pode filtrar cerca de 104 litros de água a cada 24 horas, e as impurezas, como as algas, são usadas ou ‘comidas’ pelo mexilhão. Isso torna cada mexilhão um pequeno sistema de purificação por conta própria!

3. OStras PRECISAM DE PEIXE

As ostras também precisam comer. Eles vivem de plâncton, bem como subprodutos de peixes e recifes de coral. Se o ecossistema que sustenta os peixes e os recifes de coral não for saudável, as ostras também não serão. Como resultado, algumas fazendas de pérolas restringiram ou baniram a pesca em seu ambiente imediato e tomaram muito cuidado para manter os recifes de coral.

Além disso, o colar de pérolas de água doce pode ser cultivado junto com espécies de peixes como a carpa, que são comestíveis. Isso cria renda adicional para os produtores de pérolas e reduz a necessidade de pesca, enquanto as ostras e os peixes se sustentam.

4. A PÉROLA DIVERSIFICA A INDÚSTRIA LOCAL

O cultivo de pérolas cria empregos. Seja em fazendas de pérolas ou em indústrias irmãs, como turismo e os diferentes usos para os subprodutos da agricultura de pérolas (carne e conchas). Isso significa que as comunidades ao redor das fazendas de pérolas precisam pescar menos, reduzindo ainda mais o perigo de pesca excessiva.

5. PRÁTICAS AGRÍCOLAS SAUDÁVEIS AUMENTAM A BIODIVERSIDADE OCEÂNICA

Estudos mostraram que quando os produtores de pérolas priorizam práticas agrícolas saudáveis, há mais espécies de peixes na área. Pode ser porque os peixes comem organismos incrustados nas conchas, mas também porque pequenos peixes podem se esconder entre as conchas nas gaiolas de ostras.

6. OStras SÃO UMA FONTE DE ALIMENTAÇÃO SUSTENTÁVEL

A carne de mexilhão e ostra é deliciosa, uma boa fonte de proteína e suas conchas absorvem dióxido de carbono, nitrogênio e fósforo do ambiente. Isso contrasta fortemente com os animais de fazenda, que produzem enormes quantidades de dióxido de carbono na atmosfera. Além disso, mexilhões e ostras não precisam de antibióticos para se manterem saudáveis ​​enquanto crescem?

You may also like...

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.